E o mundo desacelerou

Um mês de quarentena no Brasil. Isolamento social. Home office. E outras milhões de pequenas e grandes mudanças nas nossas vidas. Tudo está andando num passo diferente. Por vezes, sinto que me perdi nos dias da semana. Outras, mal acredito que já é segunda-feira novamente. E olha que eu já não estava numa rotina produtiva... Continuar Lendo →

Meu celular ‘pegou’ coronavírus

No último post desse blog eu disse que planejava fazer uma série de textos sobre o feminino, já que estamos em março. Mas o COVID-19 atropelou tudo. Não vou fazer aqui recomendações sobre prevenção e quarentena, nem falar sobre as vantagens (sim, há muitas) de ficar um tempo em casa. Tenho visto várias pessoas maravilhosas... Continuar Lendo →

A Lua e eu

Bom, ela fascina qualquer criança. Por que comigo seria diferente? Me perguntava como ela tinha ido parar lá, como ela ficava flutuando e que incrível era a relação dela com o sol: uma sumia, o outro aparecia (depois vi que não era beeem assim). E era deitada em alguma rede que eu passava bastante tempo... Continuar Lendo →

Equilíbrio dentro e fora

Acredito que desde sempre eu me questionei sobre saúde física e saúde mental, mesmo antes de entender que eu os colocava dois polos distintos. Com o passar da vida, fui entendendo que a saúde só se dá se for integral, que esses polos não existem, mas sim, são parte do todo que nos mantém bem.... Continuar Lendo →

O tempo passa, o tempo voa…

É, a referência no título pode não ser entendida por quem tem menos de 35 anos. Se te interessou, joga no Google ‘propaganda Bamerindus’ que deve ter lá esse jingle inesquecível… rs. Mas eu estou falando mesmo é daquela velha sensação de que o ano não tem mais 365 dias (ou 366). Muito lugar-comum começar... Continuar Lendo →

A saga da máquina de costura

Na primeira vez que a vi, ela estava encaixotada, na casa dos meus pais. Tinha em volta um papel de presente. Sim, era pra mim que ela chegava. Senti um misto de felicidade e medo. Parece que um filme passou pela minha cabeça. Como sempre, me perguntei se eu seria capaz de manejá-la. Parece um... Continuar Lendo →

Na chuva

O ditado é bem claro: quem está na chuva é para se molhar. Penso nisso enquanto contesto minhas escolhas. A chuva é muito bem vinda no meio desse verão de rachar. Me sinto feliz por ela ter chegado. Mas ela me pegou em um dia um tanto quanto melancólico. Fiquei esses anos todos sem escrever... Continuar Lendo →

Ele, o bullet

Ano passado fiz meu primeiro bullet journal. Procurava por algo que me ajudasse a me organizar melhor do que uma agenda normal e posso dizer que ele me ajudou muito. Organizei paginas pra livros que queria ler, deixei espaço pra colocar ideias de textos pra escrever, além dos calendários anual, mensal e semanal. Mas eu... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑